Governador de Sergipe anuncia implantação de refinaria de petróleo

3 de abril de 2014 Categorias: Destaques Sem Respostas

Governador de Sergipe anuncia implantação de refinaria de petróleo

 

Obra está orçada em R$ 120 milhões e deve gerar 20 empregos.
Refinaria deverá produzir cinco mil barris por dia, 10% do consumo local

 

O governador de Sergipe, Jackson Barreto, assina nesta segunda-feira (13) um protocolo de autorização para a construção da primeira refinaria de petróleo no estado, que funcionará no município dCarmópolis.

A empresa Costa Global será responsável pela refinaria de pequeno porte que deve beneficiar cerca de cinco mil barris por dia, o equivalente a 10% do consumo local. A obra está orçada em R$ 120 milhões e deve demorar 18 meses para ser concluída a partir da data de início, que ainda não foi divulgada.

“A instalação dessa refinaria é fundamental porque, sem dúvida alguma, vai estimularPetrobras a trazer uma refinaria para Sergipe no futuro. As novas descobertas de petróleo são elevadíssimas a produção poderá chegar a cerca de 150 mil barris por dia daqui a quatro anos. Isso vai garantir o futuro do nosso estado, o desenvolvimento e a geração de empregos para o povo”, destaca o governador.

Segundo o presidente da Costa Global, Paulo Roberto Costa, a receita operacional prevista é de R$ 480 milhões e a construção da primeira unidade modular deve empregar 200 trabalhadores.

“Sem dúvida alguma vamos produzir gasolina e óleo diesel, o que deve baratear o custo desses combustíveis. Isso vem fortalecer a economia do nosso estado, além de completar a nossa cadeia produtiva de óleo e gás. É uma demonstração da confiança dos investidores no nosso estado e deve gerar 250 empregos, sendo 50 diretos na fase de operação”, afirma Jackson.

 

Fonte: Mariana Fontonele – Do G1 SE

 

Compartilhar:

Posts relacionados:

  1. Petrobras fechará 2011 com capacidade de refino de 1,85 mi
  2. Produção de petróleo em Sergipe cresceu 8,9% em agosto
  3. Nova descoberta em águas ultraprofundas na Bacia de Sergipe-Alagoas
  4. Preços do petróleo puxam alta de 7,8% no lucro da PetroChina